Wednesday, July 30, 2008

Monday, July 28, 2008

Nothing sweet about me!

(...)
If there's lessons
To be learned
I'd rather get
My jamming words
In first, so
Tell you something
That I've found
That the world's
A better place
When it's
Upside down, boy
(...)
Sweet about me
Nothing sweet
About me
(...)
(Gabriella Cilmi - "Sweet about me")

Há noites...

... em que só vendo a vida pelo fundo de um copo vazio...

Sunday, July 27, 2008

No MEU mundo...

"... todas as coisas que são, não seriam; as que não são, seriam!"


Saturday, July 26, 2008

Tonight, you made my day! :P

Ena pá, direito a um mini concerto via MSN... hoje realmente o dia está a correr demasiado bem... nem quero imaginar a tempestade que se deve estar a aproximar...


Walk Away
(Ben Harper)

Oh no, here comes that sun again.

And (that) means another day without you my friend.
And it hurts me to look into the mirror at myself.
And it hurts even more to have to be with somebody else.

And it's so hard to do and so easy to say.
But sometimes - sometimes,
you just have to walk away - walk away.

With so many people to love in my life, why do I worry about one?
But you put the happy in my ness, you put the good times into my fun.

And it's so hard to do and so easy to say.
But sometimes - sometimes,
you just have to walk away - walk away and head for the door.

We've tried the goodbye so many days.
We walk in the same direction so that we could never stray.
They say if you love somebody than you have got to set them free,
but I would rather be locked to you than live in this pain and misery.
They say time will make all this go away,
but it's time that has taken my tomorrows and turned them into yesterdays.
And once again that rising sun is droppin' on down
And once again, you my friend, are nowhere to be found.

And it's so hard to do and so easy to say.
But sometimes, sometimes you just have to walk away, walk away and head for the door.
You just walk away - walk away - walk away.
You just walk away, walk on, turn and head for the door.

My new baby is born!!! :P


Há quem diga que cada um tem o que merece.
Posto isto, eu devo merecer realmente muito pouco...

Thursday, July 24, 2008

Hoje pensei em ti...

... depois falei contigo...
Gosto de ti... mas hoje não! Amanhã talvez...

Wednesday, July 23, 2008

Palavra da noite: Borderline


Após (muitas) horas à volta de umas histórias clínicas, fiquei com a ligeira sensação que há doentes bem mais saudáveis que eu...
o que é que isto faz de mim?!...

Tuesday, July 22, 2008

Monday, July 21, 2008

Sunday, July 20, 2008

Thursday, July 17, 2008

"O homem vulgar, por mais dura que lhe seja a vida, tem ao menos a felicidade de a não pensar. Viver a vida decorrentemente, exteriormente, como um gato ou um cão - assim fazem os homens gerais, e assim se deve viver a vida para que possa contar a satisfação do gato e do cão. Pensar é destruir. O próprio processo do pensamento o indica para o mesmo pensamento, porque pensar é decompor. Se os homens soubessem meditar no mistério da vida, se soubessem sentir as mil complexidades que espiam a alma em cada pormenor da acção, não agiriam nunca, não viveriam até. Matar-se-iam assustados, como os que se suicidam para não ser guilhotinados no dia seguinte."
(Bernardo Soares/Fernando Pessoa, in "Livro do Desassossego")

Wednesday, July 16, 2008

Today's Soundtrack

I don't want you to give it all up
And leave your own life collecting dust
And I don't want you to feel sorry for me
You never gave us a chance to be
And I don't need you to be by my side
To tell me that everything's alright
I just wanted you to tell me the truth
You know I'd do that for you
So why are you running away?
Why are you running away?
Cause I did enough to show you that I
Was willing to give and sacrifice
And I was the one who was lifting you up
When you thought your life had had enough
And when I get close, you turn away
There's nothing that I can do or say
So now I need you to tell me the truth
You know I'd do that for you
So why are you running away?
Why are you running away?
Is it me, is it you
Nothing that I can do
To make you change your mind
Is it me, is it you
Nothing that I can do
Is it a waste of time?
Is it me, is it you
Nothing that I can do
To make you change your mind
So why are you running away?
Why are you running away?...
What is it I've got to say...
So why are you running away?...
To make you admit you're afraid...
Why are you running away?

("Running Away" - Hoobastank, 2001)

Monday, July 14, 2008

"Just because I'm losing, doesn't mean I'm lost..."

Sunday, July 13, 2008

Actual feeling...

Too drunk to think of you...

...but all I can remember is that stupid song...



Friday, July 11, 2008

Wednesday, July 09, 2008

"Tornei-me uma figura de livro, uma vida lida. O que sinto é (sem que eu queira) sentido para se escrever que se sentiu. O que penso está logo em palavras, misturado com imagens que o desfazem, aberto em ritmos que são outra coisa qualquer. De tanto recompor-me destruí-me. De tanto pensar-me, sou já meus pensamentos mas não eu. Sondei-me e deixei cair a sonda; vivo a pensar se sou fundo ou não, sem outra sonda agora senão o olhar que me mostra, claro a negro no espelho do poço alto, meu próprio rosto que me contempla contemplá-lo."

(Fernando Pessoa/Bernardo Soares, "Livro do Desassossego")

Monday, July 07, 2008

Marc Chagall


Faria hoje 121 anos...

(7.Julho.1887 - 28.Março.1985)

Primeiro Beijo...

O primeiro beijo... apenas um beijo… será que o beijo aconteceu apenas quando nos tocamos? Se calhar já te beijara antes num olhar... ou apenas num sorriso... não sei...O que mudou desde esses beijo? Um beijo que não foi só um beijo... mas que ficou lá no passado!
Agora só resta pensar no futuro… porque o presente já é passado e o futuro torna-se presente a cada momento que passa...


Primeiro Beijo
(Rui Veloso)

Recebi o teu bilhete
para ir ter ao jardim
a tua caixa de segredos
queres abri-la para mim
e tu nao vais fraquejar
ninguém vai saber de nada
juro nao me vou gabar
a minha boca é sagrada

Estar mesmo atrás de ti
ver-te da minha carteira
sei de cor o teu cabelo
sei o shampoo a que cheira
já não como, já não durmo
e eu caia se te minto
havera gente informada
se é amor isto que sinto

Quero o meu primeiro beijo
não quero ficar impune
e dizer-te cara a cara
muito mais é o que nos une
que aquilo que nos separa

Promete lá outro encontro
foi tão fugaz que nem deu
para ver como era o fogo
que a tua boca prometeu
pensava que a tua língua
sabia a flôr do jasmim
sabe a chicla de mentol
e eu gosto dela assim

Quero o meu primeiro beijo
não quero ficar impune
e dizer-te cara a cara
muito mais é o que nos une
que aquilo que nos separa

Sunday, July 06, 2008


"A cidade está deserta,
E alguém escreveu o teu nome em toda a parte:
Nas casas, nos carros, nas pontes, nas ruas.
Em todo o lado essa palavra
Repetida ao expoente da loucura!
Ora amarga! Ora doce!
P'ra nos lembrar que o amor é uma doença,
Quando nele julgamos ver a nossa cura!"

(Ornatos Violeta)

Saturday, July 05, 2008

Porque foste gigante naquele dia 30 de Maio na Bela Vista! :)

He broke your heart
He took your soul
You're hurt inside
Because there's a hole
You need some time
To be alone
Then you will find
What you always know

I'm the one who really loves you baby
I've been knocking at your door

As long as I'm living, I'll be waiting
As long as I'm breathing, I'll be there
Whenever you call me, I'll be waiting
Whenever you need me, I'll be there

I've seen you cry
Into the night
I feel your pain
Can I make it right
I realized there's no end inside
Yet still I'll wait
For you to see the light

I'm the one who really loves you baby
I can't take it anymore

As long as I'm living, I'll be waiting
As long as I'm breathing, I'll be there
Whenever you call me, I'll be waiting
Whenever you need me, I'll be there

You are my only I've ever known
That makes me feel this way
Couldn't on my own
I want to be with you until we're old

You have the love you need right in front of you
Please come home

As long as I'm living, I'll be waiting
As long as I'm breathing, I'll be there
Whenever you call me, I'll be waiting
Whenever you need me, I'll be there

(Lenny Kravitz)

Frase da semana:


Ontem tinha dúvidas; hoje... não sei!

Friday, July 04, 2008

"Ele encontrou alguém com quem pode falar, pensei. E eu também, pensei a seguir. No momento em que um homem começa a falar de sexo a outro, está a dizer alguma coisa acerca de ambos. Noventa por cento das vezes isso não acontece, e talvez seja melhor que não aconteça, mas se não conseguirmos alcançar um certo grau de franqueza no que respeita a sexo e optamos por proceder como se nem sequer pensássemos nisso, então a amizade masculina é incompleta. A maioria dos homens nunca encontra um amigo assim. Não é comum. Mas quando acontece, quando dois homens se descobrem de acordo sobre esta parte essencial de ser um homem, sem medo de serem julgados, aviltados, invejados ou dominados, seguros de que a sua confiança não será traída, a sua relação humana pode tornar-se muito forte e nascer uma intimidade inesperada."

(Philip Roth, 'A Mancha Humana')

Storm



how long have I
been in this storm
so overwhelmed by the ocean's shapeless form
water's getting harder to tread
with these waves crashing over my head

if I could just see you
everything will be alright
if I'd see you
the storminess will turn to light


and I will walk on water
and you will catch me if I fall
and I will get lost into your eyes
and everything will be alright
and everything will be alright


I know you didn't
bring me out here to drown
so why am I 10 feet under and upside down
barely surviving has become my purpose
cause I'm so used to living underneath the surface


if I could just see you
everything will be alright
if I see you
the storminess will turn to light


and I will walk on water
and you will catch me if I fall
and I will get lost into your eyes
and everything will be alright


and I will walk on water
you will catch me if I fall
and I will get lost into your eyes
and everything will be alright
I know everything is alright
everything's alright

Thursday, July 03, 2008

Conversas estranhas...

A respeito da minha monumental "pancada" por Jim Morrison e Ian Curtis, B. disse-me:

"Decididamente o homem perfeito para ti é um em estado avançado de não existência... és interessante, mas não o suficiente para que me mate! :)"





Não...

... ainda não morri...