Wednesday, December 23, 2009

Não gosto do Natal. Já gostei. E muito! Nos últimos anos deprime-me. E ganhei uma aversão visceral a árvores de Natal, luzinhas e bolinhas. Tenho pena que um braço partido não seja contagioso. Assim talvez conseguisse escapar de uma das mais temíveis noites do ano...

1 comment:

Miguel Ferrão said...

olá.
Olha apenas queria partilhar que o natal é quando o homem quer. Eu adoro o natal porque o espirito da boa acção é retribuído...

beijos e que o teu coração renasça...